Português English

Barcos para quem não é milionário

Investir em embarcações de lazer ou esportivas, é mais barato do que imagina

Barcos para quem não é milionário

Ter uma embarcação é o sonho de consumo de muitos brasileiros. Mas, isso é coisa de milionário, certo? Errado! Grande parte das pessoas que sonha em ter uma embarcação, acreditam não possuir dinheiro para realizar tal sonho. Foi pensando nisso que alguns estaleiros passaram a projetar embarcações acessíveis para o público de classe média, que vem entrando com força no mercado náutico.

 

Esse aumento não é apenas pelos preços mais acessíveis, mas também porque podem financiar em até 60 vezes. Para quem não pretende ser um atleta da vela ou do Jet Ski, as lanchas são opções bastante interessantes, que combinam passeio, pesca e prática esportiva. Hoje em dia já é possível comprar uma lancha na faixa de 16 pés (4,8 metros) por menos de 40.000 reais.

 

 

Os custos para manter uma embarcação também não são tão altos quanto se imagina, estima-se que para manter um barco de 16 pés e motor de 40 cavalos custa o equivalente a R$ 3,9 mil por ano. A estimativa inclui também 100 horas de manutenção, seguro e aluguel.

Apesar disso, a classe “A” ainda é a maior consumidora de barcos no Brasil. Porém, o crescimento da economia, aliado as condições de financiamento tem trazido as classes “B” e “C” para dentro desse mercado. O objetivo dos estaleiros é que as famílias comprem um barco ao invés de comprarem um segundo carro.