Português English

Tirar habilitação náutica não exige aulas práticas

Para pilotar embarcações de esporte, é necessário possuir Carteira de Habilitação de Amador (CHA).

Tirar habilitação náutica não exige aulas práticas

Fazer 18 anos e tirar a carteira de habilitação para dirigir pelas ruas, é o objetivo da maioria dos jovens brasileiros, no mar não é diferente. Pra quem planeja comprar uma embarcação, é necessário possuir a carteira, que no caso de embarcações náuticas, se chama Arrais.

 

A carta de habilitação é dividida por faixas. Arrais-Amador é a carteira exigida para quem pretende pilotar barcos pequenos e lanchas. Dentro dessa faixa existem as categorias “Veleiro” para aqueles que estão aptos para conduzir embarcações a vela sem propulsão a motor e “Motonauta”, que se designa aos condutores de jet ski.

 

Outros tipos de licenças são a Mestre-Amador e a Capitão-Amador. A primeira habilita pilotos para conduzir embarcações entre portos nacionais e estrangeiros nos limites da navegação costeira. E, a segunda, permite a pilotagem de embarcações entre portos nacionais e estrangeiros, sem limite de afastamento da costa.

 

 

Um dos principais atrativos de se pilotar uma embarcação de pequeno porte (como barcos de pesca, lanchas e jet skis) é a facilidade de se conseguir a licença. Para conduzir embarcações para a finalidade de recreação ou esporte, é preciso fazer um teste teórico com 40 perguntas e basta acertar vinte para passar, o que facilita o processo, mas para a inscrição na prova, é necessário apresentar uma declaração que fez um curso prático de 10 horas em uma empresa credenciada junto à Marinha.

 

Além disso, a idade mínima para prestar o exame para as categorias de esporte e recreio é de 8 anos para veleiros, sob a responsabilidade do pai, do tutor ou de um responsável legal. E, para solicitar a habilitação de motonauta ou a Arrais-Amador, a idade mínima é de 18 anos.

 

 

Outra regra é que qualquer embarcação nova deve ser inscrita na Marinha. Para inscrever a embarcação, é necessário levar os documentos pessoais, a nota fiscal de compra e pagar uma taxa de R$ 30,00 para regularizar o veículo. Existe também uma taxa anual a ser paga pelo proprietário, o valor é à partir de R$ 17,00 para o seguro obrigatório, dependendo do modelo de embarcação.

 

Só então é que os interessados em tirar uma licença para conduzir lanchas ou jet skis devem se dirigir a uma delegacia fluvial para marcar o teste teórico de habilitação. Além dos documentos pessoais e da embarcação, o candidato deve apresentar um atestado físico e mental e pagar R$ 40,00 para obter a licença na categoria de Arrais-Amador.

 

Depois desses procedimentos, é marcado um teste que, geralmente, é feito em computadores na própria delegacia. Se passar, o candidato já fica apto para usar o seu equipamento e recebe um protocolo. O documento permanente fica pronto em 30 dias e deve ser renovado a cada dez anos. Se ficar reprovada, a pessoa pode refazer o exame em cinco dias.

 

 

A Marinha do Brasil e a Capitania dos Portos não oferecem cursos práticos sobre pilotagem de embarcações, mas disponibilizam uma apostila com cerca de 500 paginas para aqueles que desejam saber mais sobre o assunto.

 

Em geral, os cursos preparatórios para o exame de habilitação são ministrados em clubes, náuticas ou despachantes, com aulas práticas e teóricas. Eles custam, em média, R$ 250,00. A Carteira de Habilitação Náutica permite que você conduza embarcações de lazer sem fins comerciais, seja vela ou de motor.

 

Agora você já sabe que tirar a Habilitação Náutica é simples e fácil, e com ela pode pilotar aquele barco que sonhou a vida toda.

 

E você, já possui CHA? Compartilhe conosco nos comentários.